Do atendimento psicanalítico clínico à Clínica ampliada.

Há tempos estudamos o trabalho do analista, o atendimento psicanalítico para além de sua prática stricto senso, na clínica.

Portanto em nossa prática, transitamos entre consultório privado e espaços públicos.

Este trânsito… esta aplicabilidade e algo “a-mais”, motivou-nos a vivenciar uma experiência trazendo algo do contemporâneo e das manifestações populares para dentro da clínica.

Além disso, serve-nos para lembrar que nosso trabalho se conecta com o pragmatismo da vida vivida, seus imperativos…

bloquinhos de carnaval… e tantos outros elementos que fazem parte de nossa realidade e de nosso entorno.

Sobretudo referimo-nos aos muros marcados e grafitados, que se valem de telas e acolhem a diversidade.

Assim, dos muros de Berlin ao nosso Beco do Batman em São Paulo, reconhecer o valor histórico-cultural deste traço e utilizá-lo como uma metáfora de uma clínica ampliada, aplicada e em extensão.

Projeto realizado juntamente com nosso talentoso artista grafiteiro Milo Tchais.

1 Comentário para “ Do atendimento psicanalítico clínico à Clínica ampliada.”

  1. Ana Carolina Jaen Saad says :

    Recorrer à Arte como expressão é sempre uma boa forma de resistir!

Você precisa estar logado em para postar um comentário.